segunda-feira, 4 de julho de 2016

Aplicação do Kabat na Lombalgia e na Lombociatalgia

https://emmovimentoespaco.files.wordpress.com/2014/10/kabat-3-1.jpg?w=584

Hérnia de disco lombar (HDL) é o deslocamento anormal do disco intervertebral. A lombalgia ou lombociatalgia pode resultar da irritação ou compressão das raízes nervosas na parte inferior da coluna, na maioria das vezes a quinta raiz lombar ou a primeira sacral irritada por uma hérnia de disco. Caracteriza-se como dor ciática a irradiação para o membro inferior (es) ao longo da distribuição do nervo ciático geralmente relacionado a uma pressão mecânica e/ou inflamação das raízes nervosas lombossacrais.

O tratamento inicial é conservador na maioria dos casos, incluindo um programa de reabilitação e medicamentos como antiinflamatórios. Uma das opções que se tem são os exercícios de Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva (FNP) são projetados para aumentar a resposta neuromuscular estimulando mecanismos proprioceptores baseando-se na aplicação de movimentos em diagonais, nos quais se consegue contração alternada de músculos agonistas e antagonistas, e tem como objetivo melhorar (facilitar) o desempenho do sistema neuromuscular pela estimulação de proprioceptores musculares e articulares, utilizando ainda técnicas de irradiação de força muscular.

O método de FNP representa uma possibilidade terapêutica para o tratamento de indivíduos com diagnóstico de hérnia de disco e quadro de lombociatalgia persistente, e parece apresentar-se como boa possibilidade para a reabilitação destes pacientes, especialmente na abordagem da dor e funcionalidade.

Saiba mais aqui

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Importância do tratamento de Terapia Manual

http://fisioeguzki.com/wp-content/uploads/2013/04/eguzki_676.jpg

A terapia manual consiste em utilizar as mãos para influenciar a capacidade de reparo do organismo. Assim, a manipulação afeta propriedades mecânicas dos tecidos como elasticidade, força e alongamento.

A terapia manual trata as deficiências neuromusculares decorrentes de doenças e lesões musculoesqueléticas como perda de equilíbrio e movimento.

A terapia manual permite a correção postural, além de causar reações psicológicas que apresentam uma resposta somática traduzida pelo relaxamento e sensação de bem estar. A fisioterapia manual consiste em utilizar as mãos para recompor a capacidade de reparo do organismo. Assim, a manipulação afeta propriedades mecânicas dos tecidos como elasticidade, força e alongamento. Ela trata as deficiências neuromusculares decorrentes de doenças e lesões musculoesqueléticas como perda de equilíbrio e movimento, permite a correção postural, além de causar reações psicológicas que apresentam uma resposta somática traduzida pelo relaxamento e sensação de bem estar.

Várias técnicas compreendem a terapia manual, dentre as quais pode-se destacar a manipulação articular, mobilização neuromeníngea, facilitação neuromuscular proprioceptiva – Kabat, reeducação postural global, massoterapia, massagem transversa profunda, técnica de energia muscular, conceitos Mulligan e Maitland.

Após uma avaliação clínica criteriosa e baseada na compreensão dos mecanismos fisiológicos da terapia manual. O fisioterapeuta utiliza as técnicas mais eficazes da terapia manual para o quadro clínico.

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Princípios da Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva

https://i.ytimg.com/vi/LrV-ByNk5AU/maxresdefault.jpg

O método Kabat (Facilitação neuromuscular proprioceptiva) é mais do que uma técnica. É uma filosofia de tratamento e a base desta filosofia está no conceito de que todo ser humano, incluindo aqueles portadores de deficiência, tem um potencial ainda não explorado.

As técnicas de FNP baseiam-se principalmente na estimulação dos proprioceptores para aumentar a demanda feita ao mecanismo neuromuscular, para obter e simplificar suas respostas. A importância dos proprioceptores, em particular do fuso muscular, foi reconhecida como um fator-chave na facilitação da contração dos músculos.

Baseado nesta filosofia, certos princípios são básicos para o método:

- Qualquer ser vivo possui um potencial e para se desenvolver este potencial é oferecer uma demanda.
- Cada indivíduo é considerado como um todo, integrando estímulos sensoriais, motores e psicológicos, por isso todo o tratamento deve ser direcionado ao ser humano, e não a um problema específico.
- A demanda sobre o paciente é orientada funcionalmente durante o tratamento.
- Se o paciente tem sucesso, acaba esforçando-se mais.
- O tratamento é iniciado no nível funcional do paciente, progredindo para atividades mais complexas.
- São utilizadas atividades que acompanham a sequência do desenvolvimento motor normal.
- O ser humano não se movimenta em plano reto, mas num movimento tridimensional.
- Respeitar o tempo do movimento.
- Atingir a resposta máxima é a forma mais eficaz de alcançar consciência, força, coordenação e endurance.
- A repetição da resposta é utilizada para aumentar ou promover e manter a aprendizagem motora.

Didaticamente o método se divide em processos básicos que fornecem ao terapeuta ferramentas necessárias para ajudar seus pacientes a atingir uma função motora eficiente. Essa eficiência não depende necessariamente da colaboração do paciente e esses procedimentos são usados para: aumentar a habilidade do paciente em mover-se e permanecer estável, guiar o movimento com a utilização de contatos manuais adequados e de resistência apropriada, ajudar o paciente a obter coordenação motora e sincronismo, aumentar a histamina do paciente e evitar a fadiga.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

5 cursos online para o Kabat - Fisioterapia

O fisioterapeuta que trabalha com o Kabat e outras terapias manuais precisam estar atuados sobre outros aspectos dentro da Fisioterapia.

Por isso, separei 5 cursos online para que a atualização seja completa.

Curso Online de Testes Especiais em Fisioterapia

 Curso Testes Especiais em Fisioterapia

O curso Testes Especiais em Fisioterapia, por meio da Educação a Distância, oferece ao profissional de fisioterapia conhecimentos sobre lombar, avaliação postural, Teste de Valsalva, Teste de Milgram e muito mais.


Curso Online de Método Kabat

 Curso Método Kabat

O curso Método Kabat, por meio da Educação a Distância, oferece ao profissional de fisioterapia conhecimentos sobre padrão de facilitação, reflexo, estímulo de estiramento e muito mais.


Curso Online de Doenças Neuromusculares

 Curso Doenças Neuromusculares

O curso Doenças Neuromusculares oferece ao profissional de fisioterapia conhecimentos sobre miopatias infantis, distrofias musculares, paralisias periódicas, esclerose lateral amiotrófica, neuroplasticidade e muito mais.


Curso Online de Tratamento Miofascial

Curso Tratamento Miofascial
 
O curso Tratamento Miofascial, por meio da Educação a Distância, oferece ao profissional de Fisioterapia conhecimentos sobre sistema fascial, princípios da osteopatia, fisiologia neuromuscular, filosofia osteopática e muito mais.


Curso Online de Biomecânica

 Curso Biomecânica

O curso Biomecânica oferece ao profissional de Educação Física e Fisioterapia conhecimentos sobre como analisar o movimento humano com base nos princípios biomecânicos e anatômicos do corpo humano e muito mais.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Objetivo da Facilitação neuromuscular proprioceptiva – Kabat

http://portalbiocursos.com.br/ohs/data/images/12/PNF_3.jpg

É um método de promover a reação do mecanismo neuromuscular através da estimulação de proprioceptores. Uso de padrões de movimentos em diagonais e espirais para engobar as funções. Faz uso de alongamento máximo e biomecânico potencializando as fibras musculares e movimentos funcionais, ocorrendo irradiação de força distal para proximal.
Na realização do alongamento máximo, ocorre o estiramento do fuso muscular facilitando uma contração mais eficaz, ativando mecanismo de arco reflexo. É uma técnica ritmada para que se obtenha uma melhor resposta do paciente.

Objetivo da técnica: favorecer contração voluntária, controle de tônus muscular, promover alongamento e fortalecimento muscular, melhorar a resistência do paciente, promover equilíbrio entre os músculos antagonistas, agonista e sinergista, melhorar coordenação motora, aprendizado de padrões funcionais de movimento.

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Kabat na recuperação neurofuncional

http://portalbiocursos.com.br/ohs/data/images/19/pnf.jpg

Antigamente, os pacientes neurológicos eram tratados apenas com técnicas de cinesioterapia realizada em grandes ginásios de reabilitação. Hoje, com as modernas técnicas, com o aprimoramento constante dos profissionais e com a evolução tecnológica, essa área da fisioterapia obtém grandes resultados no processo de reabilitação de pacientes com sequelas neurológicas.

O maior objetivo da fisioterapia neurofuncional é proporcionar maior grau de independência e melhora na qualidade de vida. Ela pode minimizar as alterações neurológicas como: dor, espasmos musculares, fadiga e desequilíbrio ou proporcionar uma recuperação completa em pacientes com diversas condições neurológicas. No entanto, essa evolução é um fator individual, onde cada paciente vai reagir de uma forma diferente. O importante é que eles sejam acompanhados por um fisioterapeuta especialista, que irá direcionar as condutas da melhor forma e obter melhores resultados no processo de reabilitação.

A terapia de Kabat ajuda muito nesse processo porque compõe-se de técnicas específicas que visam promover o movimento funcional por meio de facilitação, inibição, fortalecimento e relaxamento dos grupos musculares. Essas técnicas utilizam contrações musculares concêntricas, excêntricas e estáticas, combinadas com resistência propriamente graduada e procedimentos facilitatórios adequados, todos ajustados para atingir as necessidades de cada paciente
 

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Método Kabat nas deficiências

 http://i.ytimg.com/vi/w-XfxXq6ebU/maxresdefault.jpg

O Conceito Kabat ou PNF (Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva) foi desenvolvido na década de 40, nos Estados Unidos (Califórnia), pelo neurofisiologista Dr. Herman Kabat e pela fisioterapeuta Drª. Margaret Knot.

É amplamente praticado em todo mundo e apresenta uma grande aplicabilidade, não só no tratamento das disfunções neurológicas com também nas de origem ortopédicas ,do paciente hemiplégico e em relação às alterações decorrentes do Acidente Vascular Encefálico A filosofia desse tratamento é baseado no conceito de que todo ser humano, incluindo portadores de deficiências, tem um potencial ainda não explorado.

O método utiliza os conhecimentos recentes da neurociência para embasar sua metodologia e abordagem terapêutica. Temas como Biomecânica, controle motor, aprendizagem motora e independência funcional estão incluídos nos tratamentos com essa técnica Todas as etapas são baseadas na escalas de avaliação e na CIF (Classificação Internacional de Funcionalidade).

A utilização de manobras de alongamento é um dos recursos mais utilizados na prática de reabilitação. Porém, alguns parâmetros, como a freqüência, não têm sido estudados quando se utilizam as técnicas de facilitação neuromuscular proprioceptiva (FNP).

Zenewton A.da Silva Gama e colaboradores da Departamento de Fisioterapia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) analisaram a freqüência ótima visando aumentar a flexibilidade dos músculos isquiotibiais, medida pela amplitude ativa de extensão do joelho. Selecionaram 36 mulheres (média de idade (DP) de 21,7 (1,9) anos), com limitação da flexibilidade dos músculos isquiotibiais.

As pacientes foram distribuídos aleatoriamente em quatro grupos (n = 9). Os três grupos de alongamento receberam a intervenção cinco dias por semana durante duas semanas consecutivas. O quarto grupo, que serviu como controle, não foi alongado. Os grupos de alongamento com FNP variaram quanto à freqüência em uma, três e seis manobras por sessão. Uma análise de variância (ANOVA) foi utilizada para as medidas iniciais e finais (p < 0,05). Em seguida, foi realizada uma análise post hoc por meio do teste de Tukey (p < 0,05).

A análise estatística dos dados indicou que os grupos de alongamento tiveram ganho de amplitude significativo em relação ao grupo controle, mas não entre eles mesmos. Em relação à velocidade do ganho, os grupos que utilizaram três e seis manobras alongaram (p < 0,05) mais rapidamente que o grupo que utilizou apenas uma manobra.

Concluem os autores não haver diferença em relação ao ganho tardio quando se utilizam uma, três ou seis manobras de alongamento com a técnica de sustentar-relaxar nos isquiotibiais